terça-feira, 15 de julho de 2014

REFORMA PROTESTANTE: Orgulho acadêmico ou engodo teológico ?



PENSO QUE A QUESTÃO TEOLÓGICA É MAIS ANTIGA E COM RAÍZES PREOCUPANTES.

POR EXEMPLO:
A VIRGEM DE ROMA FUNDADA POR PAULO, AO SER CORROMPIDA POR CONSTANTINO, 
INICIOU SEU PROCESSO DE SEDUÇÃO PELOS DITOS
 "PAIS DA IGREJA"
ATÉ ATINGIR SUA MATURIDADE DE GRANDE PROSTITUTA CATÓLICA.

A REFORMA PROTESTANTE 
TÃO PROPAGADA PELA TEOLOGIA ACADÊMICA, 
É UM EQUÍVOCO E NADA TEM HAVER CONOSCO, 
A NÃO SER PELO FATO DE MARTINHO LUTERO TENTAR REFORMAR A REFERIDA PROSTITUTA, SEM CONTUDO OBTER  ÊXITO ALGUM.

NÃO OBSTANTE, PELA CONQUISTA DA IGREJA LUTERANA, 
TAMBÉM TIVEMOS CONDIÇÕES DE RESISTIR PARALELAMENTE AS IMPOSIÇÕES DA IGREJA DOMINANTE. 

CONTUDO, A NOSSA ORIGEM NÃO É DE UMA PRETENSA 
REFORMA DA PROSTITUTA ROMANA, 
PORQUANTO SOMOS ORIUNDOS DA IGREJA PRIMITIVA 
DOUTRINADA PELOS APÓSTOLOS,
 SENDO O AP. PAULO 
O DISCIPULADOR DA IGREJA GENTÍLICA E POR CONSEGUINTE, O
 PRINCIPAL SISTEMATIZADOR DO NOVO TESTAMENTO.

CONCLUO MINHA OPINIÃO AFIRMANDO QUE, 
NÃO PRECISAMOS DE FILOSOFIAS DE
 "PAIS DA IGREJA", 
NEM DE "REFORMADORES DE PROSTITUTA", 
 MUITO MENOS DE UMA NOVA REFORMA
 POR TEÓLOGOS DITOS RENOMADOS; 
MAS SIM, 
DE NOS ARREPENDERMOS URGENTEMENTE 
PARA VOLTARMOS A SIMPLICIDADE 
DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO 
E AS 
PRÁTICAS DO PRIMEIRO AMOR.


Paz seja com todos,
JC de Araújo Jorge
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...