domingo, 21 de dezembro de 2014

DISCERNINDO AS ESCRITURAS E CONHECENDO O PODER DE DEUS...





ANALISANDO OS VERSÍCULOS ABAIXO:

"Não penseis que vim revogar a lei ou os profetas; não vim para revogar, vim cumprir"
Mateus 5. 17

 "A lei e os profetas vigoraram até João; desde esse tempo, vem sendo anunciado o evangelho do reino de Deus, e todo homem se esforça para entrar nele" 
Lucas 16. 16 

"É mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til sequer da lei"
Lucas 16. 17


Pela literalidade dos textos acima, parece haver contradição entre eles, principalmente nos dois primeiros; contudo, pelo discernimento da Palavra viva e não somente da letra, se é possível   chegar a seguinte conclusão:

No primeiro versículo aponta que, para que a exigência da lei fosse cumprida, o Senhor Jesus teria de cumprir toda a velha aliança em nosso lugar, inclusive a maldição da mesma representada na forma de condenação eterna, a qual foi transmitida a toda humanidade pela desobediência de só homem (Adão), haja vista  não existir um justo, nenhum sequer que pudesse comparecer diante de Deus para salvar-se da condenação eterna. 

O segundo indica que, em João encerrou a Velha Aliança composta de Leis e Profetas, visto que uma nova e superior estava por surgir num sacrifício único e definitivo; isto é,  pelo sangue derramado do Senhor Jesus na cruz do Calvário para remissão dos pecados de todo aquele que O aceitar como Senhor e Salvador.

Quanto ao terceiro versículo, o entendimento do mesmo não é como muitos imaginam,  ou seja, é possível  interpretar o referido texto de forma distorcida e sem o real entendimento do Espírito Santo,  isto é,  julgar  tratar-se de uma total observância ao Velho Testamento pelos cristãos da Nova Aliança, o que por si só se constitui em  uma  heresia  dos  Escritos  Neotestamentário.

 Entretanto, é necessário que os Escritos da Antiga Aliança (v. t.)  permaneça por mais algum tempo;  não somente pela historicidade bíblica, mas principalmente  para que o Supremo Juiz possa julgar a humanidade condenada em seus delitos e pecados, a saber, no Dia do juízo final.

É notório que todo país tem a sua Constituição composta de códigos e leis, e que o Velho Testamento é a Constituição para o mundo, o qual julgará o mesmo pelo rigor da antiga aliança. Portanto, todos os que não receberam a substituição de seus pecados pelo sacrifício vicário do Senhor Jesus,  não passará nem um i ou um til  para aqueles que  Não  Estão  debaixo da Lei do Amor de Cristo,  pois  todos eles  serão   condenados como réus da Lei e dos Profetas, porquanto  desprezaram  tamanha Salvação  pela  Graça  de  Cristo Jesus.

 Conclui-se portanto que, após o cumprimento das profecias bíblicas (Milênio e o Juízo Final), a terra na forma como a conhecemos e os céus serão  destruídos, finalizando dessa forma o sistema das coisas materiais, conforme relato do Apóstolo Pedro (2ª Pedro 3.  7- 11),  o que culminará  no cumprimento do versículo supracitado  em  Lucas 16. 17.



Paz seja com todos,
JC de Araújo Jorge

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...